Projeto 12 cores

Projeto 12 cores

Olá,

Mais uma vez peço desculpa por me enrolar com o projeto, mas é que eu tinha desistido do blog (sério), logo não teria mais projeto, porém ainda estou aqui (note o ainda) rs.

Não vou prometer nada, mas quero de verdade cumprir o propósito, principalmente pelas meninas. Elas me animam muito (mesmo quando também estão desmotivadas). E esse projeto se tornou um big desafio. Gente, como é difícil isso de tirar foto. Já nem sei mais quantas vezes jurei minha câmera de morte hoje. E isso de montar um look com uma cor específica? Misericórdia!!! Mas tudo bem, eu me divirto.

Então é isso. 😉

Não deixe de conferir os outros blogs:

Ana (Eu) –  https://colecionandolembrancas.wordpress.com

Cíntia – http://www.osdesafiosdecintia.blogspot.com

Isabel – http://www.isabelcerqueira.com

Jhéssica – http://mulheresdeoracaobr.blogspot.com.br/

Sarah –  http://www.sarahcristinny.com

Lissa – http://esposacacheada.blogspot.com.br/

Michelle – http://michellecgsilva.blogspot.com.br/

Valléria – https://blogvalleriacarvalho.blogspot.com.br

Alécia – http://www.arrojadamix.com

Carolina – https://vivendosemroupanova.wordpress.com/

Que Deus nos abençoe.

Carla. ❤

Tia Carla

Sala indisciplinada

Olá,

Já faz um bom tempo que quero compartilhar com vocês um texto que li quando assumi a minha primeira turma do quarto ano e que, sinceramente, me ajudou muito. Sério, mudou completamente a minha visão, me auxiliou no primeiro contato com as crianças e me fez ter mais segurança em sala. Ele é do tipo que serve para colar no caderno de plano para a gente não esquecer (rs).

Espero que esse texto te faça tão bem quanto me fez. ❤

Observando a relação professor-aluno e aluno-aluno ao longo das experiências, repensando o processo de aprendizagem e também das didáticas, podemos tirar algumas conclusões a respeito de uma sala indisciplinada:
1. Primeiramente, excluir o pensamento de que determinada turma não pode ser disciplinada, pois todos têm capacidade de nos ajustar ao que nos é solicitado, basta sermos convencidos disso.

2. Organizar a sala; a disposição das carteiras; a temperatura da sala (que pode ser controlada por janelas ou ares-condicionados); acomodação dos cartazes (se houver), com o cuidado de não poluir visualmente o espaço.

3. Procure conhecer seu aluno, pergunte os professores como eles são nas outras aulas, procure o coordenador e/ou o diretor para conversar (se houver abertura). Investigue superficialmente a turma! Se já a conhecer, sempre que entrar um novato o receba bem e o observe em sala, ajude no que for necessário!

4. Caso um aluno que era comportado e dedicado comece a ficar desinteressado, chame-o em particular e tenha uma conversa calma e sincera. Na maioria das vezes dá certo, mas é necessário acompanhá-lo sempre que possível.

5. Para os alunos que já são conhecidos como “bagunceiros”, uma conversa honesta também pode funcionar, além do acompanhamento certeiro. Contudo, se mesmo assim não surgir efeito, estabelecer regras dentro da sala e aplicar uma punição para cada falta desrespeitosa irá ajudar. Mas lembre-se: regras são regras, e não podem ser quebradas! Essas regras podem ser elaboradas com o professor e os alunos, para que não haja acusação de autoritarismo. Contudo, essa punição deve ter fundamento e não pode, sob nenhuma condição, ser humilhante. Também não puna com tarefas, pois desvaloriza o sentido das mesmas.

6. O professor deve se bem-humorado e tratar todos com igualdade. Logo, seja cordial e não faça acepção de pessoas, trate todos bem, com respeito. Pois, caso o desrespeite, você terá argumento diante da sala de conversar abertamente e resolver o problema. É importante solucionar o empecilho diante de todos para que não haja outros, pois os alunos saberão da postura do professor e também o apoiarão, já que o mesmo nunca deu motivos para que houvesse desrespeito.

7. Nunca grite ou aumente o tom de voz, pois para que haja comunicação é necessário que um ouça e o outro fale. E com gritos isso não é possível! Se o aluno se exaltar, fique calado e espere que ele termine de falar. Não o encare, nem o enfrente. Espere! Quando ele terminar de falar, se achar melhor argumente, se não, tome uma atitude e mantenha-se firme! Mas comunique-o do que está fazendo: Estou o encaminhando à direção por ter me desrespeitado ou algo semelhante. Em último caso, retire o aluno da sala, mas se o fizer, o acompanhe até a coordenação e explique os motivos! Solicite a um aluno de confiança que supervisione a sala e deixe uma atividade do livro. Quando chegar em sala não comente nada perto dos colegas, caso seja indagado, simplesmente diga: assunto resolvido, vamos retomar a aula!

8. Não tente recompensar maus comportamentos para reconquistar algum aluno, continue firme com sua decisão e trate-o como os outros, sem preconceitos. Por falar em pré-concepções, sempre converse com a turma em relação a apelidos em sala, não os aceite, sob nenhuma hipótese.

9. Seja sincero com a turma a respeito do comportamento da mesma e faça questionamentos uma vez por semana ou por mês (dependendo da necessidade): vocês aprovam o comportamento de vocês?, o que precisa melhorar?, o que está bom?. Neste processo, é interessante debater algo que está na mídia com relação à má conduta de alguém que resultou em uma consequência grave.

10. Por fim, enfatize as melhoras da turma, mas sempre deixe claro o que ainda precisa ser melhorado! E tenha em mente que o exemplo que o professor dá em relação à conduta de alguém é o que o aluno vai seguir durante as aulas!

Por Sabrina Vilarinho
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Que Deus nos abençoe.

Carla Ribeiro.

Tia Carla

Arraiá da Célia

 

45832197

Olá,

Ontem aconteceu a festa caipira da escola onde trabalho, eu não pretendia postar as fotos aqui, mas sei lá, me senti na obrigação. Afinal, nesse blog falo sobre minhas (melhores) lembranças e certamente vou querer me recordar desse dia. Trabalhar na Célia tem sido um presente para mim! (Pretendo falar mais sobre ela aqui, prometo.)

É isso. Até logo. ❤

Que Deus nos abençoe.

Carla Ribeiro.

 

Aumenta o som

Aumenta o som: Tua graça

 

Resultado de imagem para resgate coral
(Imagem do Google)

 

Tua graça – Coral Resgate

“Pela tua graça, eu estou aqui
Mas por vezes eu pensei:
“Não vai dar”
A minha vontade, era com tudo parar
E viver só pra mim mesmo e mais ninguém
Cheguei até a pensar:
“Não vale a pena assim, pois não vejo resultado algum pra mim”

Mas foi tão bom sentir
Tua graça, oh Deus, em mim
Que me fez perceber
Que vale a pena prosseguir
Eu reconheço que sem ti sou fraco e sem valor
Mas tua graça
Me fez livre e mais que
Vencedor

Cheguei até a pensar:
“Não vale a pena assim, pois não vejo resultado algum pra mim”
Mas foi tão bom sentir
Tua graça, oh Deus, em mim
Que me fez perceber
Que vale a pena prosseguir
Eu reconheço que sem ti sou fraco e sem valor
Mas tua graça
Me fez muito mais que
Vencedor

Oh oh oh oh oh oh
Tua graça, oh Deus
Oh oh oh oh oh oh
Tua graça, oh Deus
Oh oh oh oh oh oh
Tua graça,oh Deus
Oh oh oh oh oh oh
Tua graça,oh Deus

Mas foi tão bom sentir
Tua graça, Deus, em mim
Que me fez perceber
Que vale a pena prosseguir
Eu reconheço que sem ti sou fraco e sem valor
Mas tua graça
Me fez muito mais que
Vencedor.”

C. R.

Projeto 12 cores

Projeto 12 cores

Sinto muitíssimo.
Mais uma vez estou enrolada com o projeto, mas prometo que não vai se repetir. Esse mês foi muito complicado, pois comecei o meu estágio e acabei ficando sem cabeça para nada. 😦

E sinto muito pela foto, foi o melhor que pude fazer (socorrooo, rs).

Não deixe de conferir os outros blogs:

Ana (Eu) –  https://colecionandolembrancas.wordpress.com
Cíntia – http://www.osdesafiosdecintia.blogspot.com
Isabel – http://www.isabelcerqueira.com
Jhéssica – http://mulheresdeoracaobr.blogspot.com.br/
Sarah –  http://www.sarahcristinny.com
Lissa – http://esposacacheada.blogspot.com.br/
Michelle – http://michellecgsilva.blogspot.com.br/
Valléria – https://blogvalleriacarvalho.blogspot.com.br
Alécia – http://www.arrojadamix.com
Carolina – https://vivendosemroupanova.wordpress.com/

Fique com Deus.

Carla.

Projeto 12 cores

Projeto 12 cores

Demorei, mas cheguei.
Agora com essa possibilidade de postar qualquer dia do mês, acabei ficando com preguiça de postar dia 12. Sem contar que verde é a cor da vez. Eu não uso verde! Então tive que fazer aquela força para desenterrar a minha única peça de roupa dessa cor: uma calça idosa que só uso quando todas as minhas outras calças estão lavando. Já vou até dizendo que as fotos não ficaram muito boas não, até porque usei o meu celular. Mas até que foi divertido, tirei essas fotos com a minha prima Thayná depois do aniversário da Tamiures linda. ❤

Tirando a juba do rosto.

Passei vergonha tirando essas fotos?! Passei sim, mas foi ótimo, já quero de novo. (rs).

Não deixe de conferir os outros blogs:

Ana (Eu) –  https://colecionandolembrancas.wordpress.com
Cíntia – http://www.osdesafiosdecintia.blogspot.com
Isabel – http://www.isabelcerqueira.com
Jhéssica – http://mulheresdeoracaobr.blogspot.com.br/
Sarah –  http://www.sarahcristinny.com
Lissa – http://esposacacheada.blogspot.com.br/
Michelle – http://michellecgsilva.blogspot.com.br/
Valléria – https://blogvalleriacarvalho.blogspot.com.br
Alécia – http://www.arrojadamix.com
Carolina – https://vivendosemroupanova.wordpress.com/

Fique com Deus.

C.R.

Projeto 12 cores

Projeto 12 cores: #Branco

Oi, oi.
Hoje é o segundo domingo do mês de janeiro e você sabe o que isso significa? (Certamente não, haha) Que hoje é dia de projeto 12 cores! E a cor desse mês é o branco. Sou a pessoa mais prática desse mundo para me vestir desde que eu possa escolher entre preto e branco, então esse mês foi moleza! Espero que goste. 😉

Não esquece de passar nos outros blogs também, tá bem?!
Ana Carla (Eu) –  https://colecionandolembrancas.wordpress.com
Cíntia – http://www.osdesafiosdecintia.blogspot.com
Isabel – http://www.isabelcerqueira.com
Jhéssica – http://mulheresdeoracaobr.blogspot.com.br/
Sarah –  http://www.sarahcristinny.com
Josielly – http://porjosielly.blogspot.com.br/
Lissa – http://esposacacheada.blogspot.com.br/
Michelle – http://michellecgsilva.blogspot.com.br/
Valléria – https://blogvalleriacarvalho.blogspot.com.br
Alécia – http://www.arrojadamix.com
Carolina – https://vivendosemroupanova.wordpress.com/

Que Deus nos abençoe e até já.
C.R. ♡

Projeto 12 cores

Projeto 12 cores

Confesso que estou bastante animada com a chegada de um novo ano, porque, sinceramente, já  deu de 2016! E para já ir entrando no clima, hoje quero falar sobre o Projeto 12 cores. Pra quem ainda não  conhece, ele foi idealizado pela Blogueira Ana Karla e propõe que, ao longo de um ano, blogueiras cristãs criem looks com uma determinada cor.

Parece simples?! Mas não é. Esse ano até tentei e consegui cumprir durante alguns meses, mas adivinhem só, fiquei sem (nunhum) tempo. No entanto eu não me deixo vencer tão facilmente e por isso vou tentar mais uma vez. 😉 Não vou prometer nada, mas estou muito confiante! (rsrs)

Cíntia – http://www.osdesafiosdecintia.blogspot.com

Isabel – http://www.isabelcerqueira.com/

Jhéssica – http://mulheresdeoracaobr.blogspot.com.br/

Sarah –  http://www.sarahcristinny.com/

Josielly – http://porjosielly.blogspot.com.br/

Lissa – http://esposacacheada.blogspot.com.br/

Michelle – http://michellecgsilva.blogspot.com.br/

Valléria – https://blogvalleriacarvalho.blogspot.com.br

Alécia – http://www.arrojadamix.com/

Carolina – http://vivendosemroupanova.wordpress.com/

Essas são as blogueiras que estão comigo nesse desafio. Iremos postar todo segundo domingo do mês, então não  deixem de conferir os looks delas também.

Então é isso. Que Deus nos abençoe e até mais. ❤
Carla Ribeiro.

Feminices

Mudanças

Sempre achei que falar sobre moda no blog não era a minha. Primeiro porque até então não era um assunto do qual eu queria falar e segundo porque não faço a linha blogueira/vlogueira de moda convencional, conhevamos (rsrs). Mas depois de passar por mais uma “crise” com o meu cabelo e só melhorar de fato com ajuda de algumas vlogueiras, vi que falar sobre moda/estilo de vida é algo que agora pode me interessar.

Eu já tentei fazer isso aqui antes, mas não deu muito certo porque fiz por fazer, no entanto acho que agora tenho inúmeros motivos relevantes para iniciar/recomeçar uma categoria desse gênero.

Não vou prometer nada porque ainda não sei ao certo como vou fazer, só sei que vou. E é isso.

Fique com Deus e até logo. ❤

Carla Ribeiro

Fazendo Arte

Fazendo Arte: Ivan Cruz

img_2143

Como prometi, hoje vou mostrar mais uma atividade.

Na semana do folclore, utilizamos algumas obras de Ivan Cruz sobre brincadeiras e recriamos essas pinturas com os alunos para uma exposição. Particularmente foi uma das atividades que mais gostei de fazer. ♡

img_2181img_2180img_2178img_2177img_2171img_2165img_2151img_2149

img_2146

Espero que você tenha gostado. 😉

Carla Ribeiro.

Aumenta o som

Aumenta o som: Pés no chão – Larissa Félix 

newproject_1_original-6.png

Em certos momentos algumas músicas dizem exatamente o que estou pensando e quando isso acontece a única coisa que quero fazer é ficar escutando até não poder mais, literalmente. Então como tudo aqui no blog é fruto de um pensamento ou momento da minha vida, nada mais justo do que criar um espacinho para essas canções, não é mesmo? Espero que você goste.

 A música da vez é:


Pés no chão

“Preciso vigiar meu coração
Rejeitar a tentação
De parecer alguém que eu não sou
Preciso vigiar meu coração
E firmar meus pés no chão
Pra não me perder, cair na ilusão

Me ajuda a manter minha alma amorosa
Terna e desejosa de ser o menor
Não me deixe esquecer que dependo da tua graça
E que tudo aqui não passa do que passará

Eu quero depender da tua palavra
Tudo que ela diz, se cumprirá
Vou me abrigar em tuas promessas
Sei que teu amor nunca falhará”

Que Deus nos abençoe e até já. ♡

Carla Ribeiro.

Fazendo Arte

Fazendo Arte: Olimpíadas 

Esse ano estou pela primeira vez trabalhando com Arte na Educação Infantil e tem sido uma experiência muito boa. Me faz lembrar do tempo que meu sonho era estudar Arte. Parece até mentira, já que hoje curso História, mas tenho meus cadernos com desenhos, músicas e peças teatrais para comprovar essa minha antiga paixão (rsrs), que já não é mais antiga.
Bom, agora que estou voltando com o blog, nada mais justo do que criar uma categoria para compartilhar algumas atividades que realizo com as minhas turminhas, okok?!
Nesse último mês trabalhamos as olimpíadas, (e quando digo trabalhamos é porque essas atividades são planejadas em grupo ; ) )  e eu registrei algumas atividades que fizemos:

Exposição dos quadros da equipe de Arte.

Pintura vazada de pictograma.

Mural da sala de Arte.

Tia Aline.

Bom, é  isso. Nos próximos meses pretendo mostrar as atividades de uma forma mais detalhada, ok ok?

Fique com Deus e até já. ♡

Carla Ribeiro.

Diário · Eu fui

Projeto: Sábado da Alegria

No último sábado, dia trinta de julho, participei do Projeto Sábado da Alegria II, “que aconteceu na E.M. Sara Urrutia, na comunidade do antigo lixão, onde foram realizadas oficinas de Ballet, orientações sobre saúde bucal, atendimento do Bolsa Família, corte de cabelo com a equipe do Instituto Embeleze, aferição de pressão com os alunos da Escola Municipal Politécnica, além da distribuição de brinquedos arrecadas pelos acadêmicos usuários do Ônibus Universitário.” Fonte.

♢Alguns cliques do dia:

Primeira pintura que fiz nesse dia.

Giovanna.
Patrícia.
Giovanna.
Pintura que a Rose fez em mim.
(Fonte: Facebook Cjuventude Araruama.)
(Fonte: Facebook Cjuventude Araruama.)
Cássia.
Amei fazer essa pintura.
(Fonte: Facebook Cjuventude Araruama.)
Também fiz essa pintura.
Thayná.

É muito gratificante participar de projetos como esse. Amo conhecer novas escolas e comunidades, e poder, ainda que momentaneamente, levar um poucochinho de alegria para essas crianças não tem preço.

Espero que você tenha gostando.

Fique com Deus e até já.  ♡

C. R.

Fazendo Arte

Cliques: Arraiá do Mário 

picsart_07-17-12.47.46.jpg

Essa semana aconteceu o arraiá da escola onde trabalho e aproveitei para registrar alguns momentos. Estava tudo lindo!

Tia Aline.
Equipe de Arte.
Professoras na pescaria.
Porta da sala de Arte.
wp-image-1779124548jpg.jpeg
Mural da sala de Arte.

Com o início das férias serei mais presente aqui no blog e farei posts semelhantes a esse. Espero que gostem.

Fiquem com Deus. ❤

Carla Ribeiro.

D-s · Resenha

O plano é o amor

Ei, pessoas! Graça e paz.

Como vocês já sabem, estou voltando aos poucos com o blog. Ainda não está tudo em seu devido lugar, mas chegaremos lá.

Fiz um post falando sobre um livro receber e que eu estava aguardando ansiosamente por ele, esse livro é o “O Plano é o amor” da Neiva Meriele. Bom, a boa notícia é que o livro finalmente chegou, (para falar a verdade, já faz uns dias, talvez um mês) já terminei de lê-lo e a resenha sai hoje. Aliás, esse é o post é a resenha. A má notícia, um tanto notória, é que não escrevi a resenha antes por falta de tempo e sinto muitíssimo por isso.

Quando o livro chegou, a minha vida estava uma bagunça, eu não tinha cabeça nem mesmo para ler placas na rua, que dirá um livro rs. Mas quando queremos algo conseguimos, portanto O Plano é o Amor se tornou meu livro de ônibus (tem gente que tem livro de cabeceira, e eu tenho de ônibus.). Levo, aproximadamente, uma hora e vinte minutos para chegar na minha faculdade, então ler é a melhor coisa (além de dormir) para passar o tempo. O único problema é quando um livro te faz rir e chorar em uma mesma viagem, dai, meu caro, passar vergonha é o que há.

Resenha: “Giovana é extremamente apaixonada por Rick, seu marido, e teria uma vida perfeita se não fosse por ter que morar com Neli, mãe de consideração de Rick. Bom, pelo menos era o que ela acreditava. Mas algo inesperado acontece, tornando aquilo que ela julgava lhe fazer infeliz o caminho para sua felicidade.” (Sim, falarei pouco porque sei que você ficou curioso pra ler 😉 #semspoilers)

(quase sem spoiler)

Eu me apaixonei por essa história antes mesmo de conhece-lá, e depois que a conheci, me apaixonei ainda mais. Confesso ser uma eterna apaixonada por romances, mas esse livro me ganhou não apenas por isso. O Plano é o Amor é uma história que vai além daquilo que esperamos. Não é apenas uma história de amor entre um homem e uma mulher com todos aqueles clichês que já conhecemos, mas sim uma história de amor; amor por Deus, por quem se ama e por quem não se espera e nem mesmo há motivos para amar.

Sinopse: Giovana acabara de realizar um grande sonho: casar com Rick, o amor de sua vida, ela não poderia estar mais feliz. Mas essa nova etapa que tanto fantasiou começou a se tornar um grande pesadelo. Constantemente testada, ela vivia sem forças, sentia–se sugada e prestes a se entregar, a ponto de desistir de seu plano de felicidade. E, muitas vezes, sentindo–se abandonada, ela chegou ao ponto–limite de suas forças quando viu o caos se instalar em sua vida. Então, uma habilidade especial, algo que ela nunca deu muita atenção sobre si mesma, reapareceu, o sinal, algo que ela desejou, imediatamente aconteceu. Pensou que tudo iria melhorar… Mas há um plano para ela. E Giovana sabe que ainda tem muito a aprender. Venha se emocionar com uma história sobre o perdão, reconciliação e, sobretudo, a Fé.

Autora: Neiva Meriele tem vinte e cinco anos, nasceu na pequena cidade de São Francisco de Paula, na Serra Gaúcha. É filha do meio de um casal de missionários. Passou sua infância e adolescência mudando com frequência de escolas e cidades, chegando a morar dois anos e meio no exterior. Essas constantes mudanças fizeram com que extraísse o melhor de tudo o que via, e dessa forma alimentava o grande sonho de se tornar escritora. De natureza apaixonada, começou a escrever desde muito nova e não parou mais… Atualmente mora no interior da cidade onde nasceu, com o marido John Lennon, e é mãe do pequeno Juan Pablo. Tem como cenário inspirador, as maravilhas da Serra, de um lado os Cânions de Cambará do Sul, do outro, as cidades encantadoras de Gramado e Canela, e às vezes, como benção da natureza, a neve.

O Plano é o Amor

Editora: Giz Editorial

Ano: 2015

Páginas:  192

Nota: ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ / ❤ ❤ ❤ ❤ ❤

Onde comprar: 

Espero que vocês tenham gostado 😉

Fiquem com Deus e até breve!

Carla Ribeiro.

D-s

Projeto: Livros que despertam

Graça e paz, jovens!

 É com muita felicidade que venho contar para vocês sobre a minha parceria com o projeto Livros que despertam

Esse projeto tem o intuito de promover um Book Tour, de livros nacionais, entre vários blogueiros parceiros. O que torna esse projeto tão especial são os livros “que inspiram, que falam ao coração, que tocam no mais profundo de nosso ser. Que fazem a diferença em nossas vidas. Que nos transformam!”. Não vejo a hora de receber o primeiro livro para compartilhar com vocês.

  • Os blogueiros parceiros:

Carolice / Amo romances / Pólen por Pólen / Coração Leitor / Mônica Bastos Ju Li Crônicas / Princesas Adoradoras / Ficção Evangélica / Literatura & Eu / Moderna à Moda Antiga / Escrevendo sorrisos / Papo de garota cristã / Era uma vez o livro / Jovens Preciosas / O reino de Betra

  • Os livros:

E ai, gostaram do projeto? Espero que sim.

Fiquem com Deus e até já 🙂

D-s

Entrevista exclusiva com o Pr. Junior Meireles

Graça e paz, jovens.

Hoje venho compartilhar com vocês uma entrevista exclusiva com o criador do movimento Sou Igreja Sou Luz e vlogger no youtube com o vlog “Depois do Culto” que sai todos os domingos às 22h, Pr Junior Meireles de Brasília ele que tem conseguido chamar a atenção de um jeito muito engraçado e descontraído sem perder a oportunidade de pregar a palavra de Deus. Confira:

Ana Carla – Doce Reminiscência: Quem é Junior Meireles?

Junior Meireles: Bem… Tem essa carinha de 16, mas na verdade tem 26 (risos). Possui um testemunho muito forte… ele é um ex-NA…
…NADA, isso aí ex-NADA! Há 26 anos congrega na mesma igreja e com o mesmo pastor e embora tenha passado a vida na igreja, um dia percebeu que estar na igreja todo domingo, não fazia dele melhor do que ninguém e aos 19 anos quando foi pregar pela primeira vez descobriu enquanto estudava que o significado da palavra IGREJA é CHAMADO PRA FORA e nesse mesmo dia entendeu que somente sentar em um banco confortável e curtir o ar-condicionado durante o culto todo domingo não era NADA daquilo que Jesus havia mandado ele fazer… Deixando de fazer NADA decidiu cumprir o IDE e PREGAR…

Ana Carla – Doce Reminiscência: O Que é o Sou Igreja Sou Luz?

Junior Meireles: O Sou Igreja Sou Luz é um MOVIMENTO de INFLUÊNCIA que através da INTERNET, COLÉGIOS, FACULDADE, PALESTRAS e SEMINÁRIOS pretende influenciar essa geração a SER DIFERENTE e FAZER a DIFERENÇA. Ensinamos o que está escrito no Evangelho de Mateus no capitulo 5 “- Vós sois a luz do mundo, não se pode esconder essa luz e é através de nossas obras que o mundo percebe esse brilho e glorifica a Deus.”

Ana Carla – Doce Reminiscência: Como teve a ideia do vlog Depois do Culto?

Junior Meireles: Depois de 6 anos pregando de forma itinerante, tive a oportunidade de ser líder de jovens eu consegui entender melhor como é necessário pregar a palavra de Deus na linguagem deles, então gravamos os vídeos para nossos jovens, que gostando do nosso trabalho começaram a compartilhar nas redes sociais e em pouco tempo alcançamos vários estados e outros países. Eu sabia que possuía algo relevante para dizer para os jovens eu só precisava da garantia de que iriam me escutar… O  Vlog usa a comédia para alcançar a juventude. Falamos de forma engraçada de coisas sérias, daí o apelido Lucinho Porchat (Pr Lucinho Barreto com o Humor de Fábio Porchat). HaHaHa!!!

Ana Carla – Doce Reminiscência: Como Funciona o trabalho de vocês fora da internet?

Junior Meireles: Na verdade onde há oportunidade ali nós estamos, comecei sozinho, mas hoje contamos com uma equipe que tem se dedicado a fazer a diferença. Como usamos uma linguagem diferenciada e mais clara nos vídeos, temos recebido inúmeros convites para ministrar em congressos de jovens, conferencias, para ministrar o nosso seminário, e assim aquilo que eu levava como ideologia de vida, agora é a bandeira de vários jovens, SER IGREJA e SER LUZ, chamados para fora para brilhar, porque brilhar dentro da igreja é fácil o desafio é brilhar onde a luz precisa chegar.

Ana Carla – Doce Reminiscência: E sobre o Seminário, como é realizado? Como fazer para participar dele?

Junior Meireles: O Seminário Sou Igreja Sou Luz é uma ferramenta que Deus nos deu para consolidar jovens. Abordamos vários temas, namoro cristão, vida cristã diária, como fazer a diferença de forma simples e outros mais. Para participar tem que ficar ligado na nossa fanPage que lá divulgamos em que cidade o seminário estará.

Ana Carla – Doce Reminiscência: Os interessados em ter o Seminário em suas igrejas ou sua presença e de sua equipe como podem entrar em contato?

Junior Meireles: Através do e-mail agenda@juniormeireles.com.br.

Espero que vocês tenham gostado tanto quanto eu. ❤

Não esqueçam de assistir ao Vlog Depois do culto, domingo (22/02) tem vídeo novo. o/

Que Deus nos abençoe e até já. 😉

Carla Ribeiro.

Resenha

Não Apagueis o Espírito Santo

Ei, jovens. Como vocês estão, curtindo muito as férias? Espero que sim! Eu estou amando as minhas. Nada melhor do que ficar em casa durante o dia, dormir até mais tarde, passar a madrugada assistindo filmes, pregações e, é claro, colocar em dia a leitura de livros esquecidos na estante. (Siim!) Essa é a vida que pedi a Deus (E sim, eu estou extremamente feliz por ter me formado. Se você ainda não se formou, não fique triste, Deus vai virar o seu cativeiro, recebaa, rs.). Brincadeira à parte… Tenho passado grande parte do meu tempo lendo e tem sido muito bom para mim, por isso quero incentivá-los a ler e indicar alguns livros, okok?

O último livro que li foi “Não Apagueis o Espírito Santo” do Bispo Manoel Ferreira. Eu comprei esse livro na primeira vez que fui na igreja mãe da minha igreja mãe, (rs) a Assembleia de Deus em Madureira, Rio de Janeiro. O que me chamou a atenção e me fez querer esse livro foi o seu título. Eu estava (e estou ) num momento de busca do bastimo com o Espírito Santo, portanto estava procurando materiais de estudo para conhecer mais sobre a terceira pessoa da Trindade.

Esse livro foi essencial para alicerçar essa busca. Me entenda. Infelizmente hoje em dia pouco é pregado sobre o Espírito Santo e o pouco que eu ouvi pregar seguia a luz do costume de determinada “igreja” e não a luz da bíblia. Portanto, por mais que eu quisesse vivenciar o bastimo e ter mais intimidade com Ele, eu não sabia de fato quem Ele era. A minha mãe sempre conversou comigo sobre o Espírito Santo, me contou sobre as experiências que ela teve e qual era a chave para recebe-lo em minha vida; dar muita glória. Mas não sanou minha curiosidade sobre Ele. Já esse livro me permitiu conhece-lo melhor e esclareceu 90% das dúvidas que eu tinha. É claro que a busca do Espírito Santo é algo que devemos fazer em todo tempo, pois Ele sempre nos revela algo novo, no entanto é essencial ter uma base bíblica para não nos deixarmos levar pela emoção ou qualquer sentimento que posso mascarar o mover do Espírito. E o Bispo Manoel F. abordou em seu livro basicamente tudo que precisamos saber sobre o Espírito Santo; quem Ele é, o que Ele fez, o que Ele faz, como Ele se releva, entre muitas outras coisas (e com referências bíblicas). Por isso eu super recomendo-o.

“Desde o Pentecoste tem havido muita confusão quanto às manifestações do Espírito Santo, com respeito ao batismo, dons e fruto. Diversas correntes teológicas têm, inutilmente, tentado discutir este tema, que é de fácil compreensão na vida daqueles que já lhe deram lugar e experimentaram seu poder.

Muitos questionam acerca do Espírito Santo e sua obra. Por isso fazem as seguintes perguntas:

  • Quem é o Espírito Santo?
  • O que é o batismo com o Espírito Santo?
  • Como se manifestam os dons no meio da igreja?
  • Como posso produzir o fruto do Espírito?
  • O que devo primeiro buscar: o batismo ou os dons?

Estas e outras inquietantes questões, têm suas respostas neste precioso livro: “Não Apagueis o Espírito Santo”.

Não se pretende aqui, esgotar o assunto acerca do Espírito que atua na Bíblia, do Gênesis ao Apocalipse. Mas, entregar ao povo de Deus uma obra que traga esclarecimentos e ensino bíblico para a edificação do corpo de Cristo.”

O autor: Pastor Doutor Manoel Ferreira: Ministro do Evangelho, Doutor em Divindade pelo Bible College (EUA), Presidente da CONAMAD, Presidente do CNPB e Membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil.

Não Apagueis o Espírito Santo

Editora: Editora Betel

Ano: 2001

Páginas: 172

Nota: ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ / ❤ ❤ ❤ ❤ ❤

 

Vou deixar aqui o link do site da Editora Betel pra quem quiser adquirir esse livro.

Espero que vocês gostem.

Fiquem com Deus e até logo 😉

Carla Ribeiro

D-s · Resenha

E foi assim…

Já quero começar dizendo: compre esse livro, se desarme de toda incredulidade que possa haver em sua mente e coração e permita que Deus fale com você através desse testemunho. Foi o que eu fiz e por inúmeras vezes senti que Deus falava comigo, mesmo que os assuntos abordados por ela fossem tão pessoais, eu ouvia claramente Deus me dizer assim: “viu, você não é a única a passar por isso e, se você quiser, posso cura-lá assim como a curei”. É difícil resumir tudo que senti ao ler esse livro, mas, quando eu o li pela primeira vez, escrevi um pequeno texto sobre:

“Senti como se o que perdi em meio esta caminhada estivesse aos poucos se restituindo. De uma maneira que não pude compreender, aquele testemunho me impactou de tal forma que mesmo se eu não quisesse, não haveria maneira de eu continuar na mesma. Aquelas palavras simplesmente ficaram gravadas na tábua do meu coração, e fizeram com que eu, depois de muito tempo, voltasse a ter fé…”

Com um narrativa ímpar, Fernanda Brum relata a história de sua vida desde a infância até os dias atuais; fala sobre as dificuldades que passou em sua adolescência, de como se converteu e das experiências extraordinárias que teve com Deus.

“Sinopse do livro:

O que fazer quando você é golpeado pela vida de uma forma muito cruel?

De repente, a família dos sonhos se encontra em pedaços, e relacionamentos cada vez mais conturbados passam a compor a música do seu coração. E, quando menos se espera, seus maus hábitos – antes raros, usados para diversão ou para fuga – tornam-se vícios arraigados.

Será que há alguma solução para recuperar alguém desacreditado da vida? Algo que não produza somente um efeito anestésico?

Existe uma saída?

Há alguma decisão a ser tomada para que, de fato, as marcas mais profundas e doloridas se transformem em música para os ouvidos, a ponto de uma pessoa passar a ser como um “bom perfume” – exalando paz, cura e fé para quem a seguir?

Neste livro, a cantora e pastora Fernanda Brum expõe, sem rodeios, as próprias experiências de vida para que você saiba que a resposta para as perguntas acima é “Sim”.

Aceite o desafio! Abra seu coração e mergulhe nesta história! Você ficará surpreso com o que pode acontecer na vida de quem entrega o coração a Deus!”

Infelizmente é quase impossível ser jovem nos dias de hoje e não se identificar com algum momento ruim que a Fernanda Brum viveu e isso foi o que mais me atraiu no livro… Uma vez eu ouvi em uma pregação do Pr. Lucinho onde ele dizia que ao ouvirmos o testemunho de alguém que venceu em uma área da vida em que estamos sofrendo, passamos a ter mais fé e esperança de conseguir também vencer nessa área. E o livro da Fernanda foi um canal de esperança na minha vida. Passei por muitas coisas ruins (que ela já também havia passado) e deixei de lado, pois achava que colocando tudo “de baixo do tapete” seria o mesmo que me livrar desses problemas, mas vi que era preciso fazer uma limpeza geral, pois Jesus deseja nos curar e restaurar por completo.

Ao término desse livro liberei perdão à pessoas que faziam meu coração doer só de ouvir falar do nome, passei a me preocupar mais com alguns amigos que não conheciam a Deus, a não me culpar tanto pelo divórcio dos meus pais entre e outras coisas…

(Desculpem-me pela não resenha)

Recomendo-o de olhos fechados, não tenho dúvidas de que você também será impactado com esse livro.

Que Deus nos abençoe e até já.

C.R. ❤

D-s

Tesouros Peculiares

Faz um bom tempo que a Suelen do blog “tesouros peculiares” me pediu para contar a história de como me converti, mas eu estava bastante enrolada com o curso acabei demorando para fazer (Desculpa, Suelen).

Fiz o resumo do resumo, porque sinceramente, minha vida daria um grande livro rs. Eu tentei falar apenas como me converti, então toda vez que surgir um (…) foi porque pulei algo que nos levaria a outra história. Futuramente, se Deus permitir, pretendo contar essas outras histórias, mas até lá segue abaixo a história de como me converti…

”A minha mãe se converteu um pouquinho depois que nasci, então desde muito pequenininha frequento a igreja. Eu cantava junto com a minha prima nos cultos (e éramos até chamadas de “cantoras mirins” rs.), fazia parte do conjunto das crianças e de coreografia, mas nunca tinha de fato escolhido estar ali, apenas frequentava porque minha mãe ia. E isso não era bom, pois mesmo crescendo naquele ambiente e vivenciando todos os milagres e avivamentos eu não tinha Deus como o meu Deus, mas sim como o Deus da minha mãe. E como consequência, cresci sem intimidade com Ele e dando vasão para que coisas ruins entrassem em minha vida (…).

Alguns anos se passaram (eu devia ter nove ou dez anos), e a minha mãe saiu da igreja, e eu, que não era crente, só era filha de uma, sai junto. Ela até tentou retornar, mas não teve forças para ficar.
Lembro-me que foi em uma dessas tentativas de retornar que eu aceitei a Jesus pela primeira vez. Foi em uma reunião na casa de uma tia, nunca vou me esquecer daquele dia; um apelo simples me fez aceitar a Cristo. No entanto, como minha mãe não voltou e não tinha quem me levasse ou fosse comigo, eu continuei no mundo.

Tornei-me uma adolescente complexada, autodestrutiva, insegura e infeliz. Fiz um monte de coisa errada e culpava o “mundo” por isso. Eu não gostava das pessoas ao meu redor, nem mesmo de mim. No entanto eu tinha uma amiga, a Thais. Éramos amigas desde bem pequenas e ela era a única pessoa em quem eu confiava.
Ela me levava algumas vezes para igreja e eu até gostava de ir, mas não sentia que ali era meu lugar e, pra ser sincera, nem me lembrava mais que já havia sido cristã.

Quando completei treze anos minha mãe voltou para cristo e começou a orar com algumas irmãs na minha casa. Uma dessas irmãs revelou que me via liderando um grupo que estava vestido de vestes brancas e repreendeu algo na minha vida que sou eu sabia a que existia (…).

Depois desse dia nunca mais fui a mesma. Eu comecei a sentir raiva de tudo de errado que tinha na minha vida e a querer saber se Deus poderia me perdoar pelas coisas que eu tinha feito.
Foi então que sentei com a Thais, que era a única crente que eu conhecia e confiava, e contei tudo que me afligia e perturbava (…).
Ela me falou que Deus não iria invadir a minha vida e expor todos os meus erros, que Ele só iria entrar na minha vida se eu o convidasse e não iria me fazer mal algum. Ela orou por mim e me chamou para ir à oração que estava tendo na casa dela e eu fui.
Chegando lá eu me ajoelhei no cantinho do corredor da casa dela e resolvi contar em segredo a Deus toda a minha “história”.
Ao final da oração, um irmão me revelou que Deus já havia me perdoado e que eu precisava me perdoar também. Que era pra eu seguir em frente, pois Deus tinha algo muito especial para mim.
E foi o que fiz.
Comecei a congregar na mesma igreja que a minha mãe e a participar de tudo, absolutamente tudo. Batizei-me no dia 05 de junho de 2011 e deixei nas águas tudo que me afastava de Deus (…).

Eu não mudei da água pro vinho, passei por um longo processo de aprendizado até me tornar quem sou. Só quem me conheceu antes sabe o quanto mudei desde que me converti. Sei que ainda não sou a Ana Carla que Deus deseja que eu seja, mas estou a caminho de ser…”

Aceitar a Jesus, de todas as maneiras possíveis, em minha vida foi a melhor escolha que fiz. Pode até parecer frase pronta de crente, mas a minha vida literalmente mudou. As vezes conversando com a minha primeira líder, que foi quem me orientou no início da minha caminhada, me acabo de rir lembrando de como eu era quando cheguei na igreja. Nossa, como eu era complicada e, sinceramente, insuportável. Dei muito trabalho a ela, mas graças a Deus virei gente rs.

Jesus se tornou o meu melhor amigo, eu devo absolutamente tudo a Ele.

Espero ter, de alguma forma, edificado a sua fé e cumprindo com o que me foi proposto pela Suelen.

Que Deus nos abençoe e até já.

C. R.

D-s

Depois do culto #SouIgrejaSouLuz


Ei gente!
O post de hoje é pra quem tá de férias e não aguenta mais atualizar o Facebook na esperança de achar alguma novidade (#ChegadePapoCopa), ou qualquer coisa que o tire do tédio. Então se você se encontra nesse estado já pode parar de procurar e prestar atenção no post, porque hoje vou falar sobre o canal do YouTube, Sou Igreja Sou luz ♡.
Acho que acompanho esse canal desde o início dele, mas como sempre a falta de tempo não me permitiu compartilha-lo com vocês 😦 .
O que mais me chamou atenção e me fez gostar tanto desse canal foi a sinceridade do Junior Meireles, em nenhum momento ele me pareceu “pisar em ovos” ao falar de assuntos “polêmicos”.
Com um texto original e um jeito muito divertido de pregar/evangelizar, o #DepoisdoCulto se tornou o meu vlog preferido. Sem falar que “a alegria embeleza o rosto” provérbios 15:13, então todo domingo à noite #DepoisdoCulto além de continuar a ser edificada pela palavra de Deus, eu ainda ganho uma dose de beleza haha. Quer coisa melhor!? #FicaaDica ♡
Que Deus nos abençoe e até já, bjbj.
C.R.

D-s

#GODbr


“Imagine o dia em que o mundo inteiro ouvir falar do amor de Jesus. Isso é o Dia de Evangelização Global (G.O.D.). No dia 14 de Junho de 2014, Cristãos do mundo inteiro estarão levando o Amor de Jesus aos 4 cantos do planeta. Seja nas ruas, hospitais, prisões, casas, escolas, campos… Ninguém ficará sem ouvir do amor de Jesus.João 17:21 fala sobre o mundo crer que Jesus foi enviado, e que isso acontecerá quando nos tornarmos UM. E Você faz parte disso!”
Fonte

Até semana passada eu não fazia idéia de que existia um dia de evangelização global. Foi através de um amigo, o Lucas, que pude conhecer e fazer parte dessa mobilização.
Aqui na minha cidade, Araruama, nós nos reunimos na praça João Hélio e de la fomos para dois dos principais sinais do centro. Não estávamos em grande número, mas tenho certeza que levamos o amor de Jesus a todos que passaram por nós, de uma maneira descontraída, mas que com toda certeza alcançou o coração de muitos araruamenses. 

Espero que o #GODbr se repita ano que vem e com o número triplicado de pessoas. Então desde já faço o convite, se você é daqui de Araruama e também sente o desejo no coração de levar a palavra de Deus, reúna a sua igreja, amigos e familiares para que ano que vem, mais uma vez possamos declarar que em Araruama existem verdadeiros adoradores preocupados em cumprir o Ide.
Mas não precisa esperar até o ano que vem, se em seu coração arde o desejo de falar de Cristo, fale com o seu pastor e reúna os seus amigos, porque o importante é levar esse amor a todos em hora e fora de hora, amém?
“Resumindo (…) o Brasil e o mundo vão ouvir falar do amor de Jesus.”
Que Deus nos abençoe. ♡
Bjbj 

C. R.

D-s · Resenha

O Terceiro Milênio e as profecias do Apocalipse


Pense em um livro bem antigo, pensou? Então, é esse aqui. Esse livro na verdade não é meu e sim da minha mãe. Ela me contou que comprou pois estavam vendendo ele de porta em porta (aqui em casa só eu sou louca por livros). Eu cresci vendo esse livro no entanto nunca me interessei por ele. Até agora.

Ele é um estudo do livro do apocalipse, porém cita diversos versículos da bíblia. É muito complicado descreve-lo, pois a bíblia para mim não é apenas um “livro”, nele eu encontro todas as respostas que preciso para viver e me traz pra perto do meu Pai. Então apenas irei dizer, se você quer conhecer e compreender a bíblia e adquirir respostas que todos nós em algum momento já tivemos esse é um caminho.

“Alguma vez você já se perguntou como será o fim deste planeta? Quais são suas expectativas com relação ao futuro?
Ao despertar o terceiro milênio, milhões de pessoas estão sendo tomadas pela ansiedade, curiosidade e medo de saber o que trará o próximo século. Será o fim de tudo que conhecemos e o início de uma nova era?
Este livro mostra que não precisamos ter receio quanto ao que está por vir e fornece respostas aos mais profundos anseios humanos. E tudo baseado na mais segura fonte de informações: a Bíblia Sagrada”
Que Deus abençoe vocês. ♡
Bjbj 

C.R.

D-s · Resenha

Sabrina – uma história de fé e milagre

Hey!

Estou de volta com a minha rotina de normalista, então post só nos fins de semana! E como ontem eu fui pars uma cruzada com a minha igreja, Assembleia de Deus ministério de Madureira, não tive tempo. Mas agora quero aproveitar o restinho de domingo e postar.

Eu comprei esse livro já tem um tempinho, mas acabei adiando por falta de tempo. Eu particularmente amo testemunhos, afinal, Deus é o melhor escritor que existe, e as histórias que Ele cria sempre me fazem transbordar de alegria; apenas por ver o quão grande Ele é, e quão grande é a sua misericórdia para com os seus. E se você é assim como eu, este é o livro certo para você.
O livro relata parte da história da cantora Sabrina, que ainda muito pequena teve que enfrentar a descoberta de um tumor em sua cabeça. Em parte, o milagre é contado pela sua mãe, que esteve a todo momento ao seu lado, e em outra pela própria Sabrina.
Como a Sabrina é da minha cidade, eu tive facilidade em adquirir esse livro, então talvez em cidade fora do Rio de Janeiro seja mais complicado encontra-lo. Mas eu super recomendo, vale a pena procurar por ele!
Eu vou deixar aqui o link da canção que mais gosto dela, caso queriam conhecer o ministério dela vou deixar o seu facebook bem aqui.
Tenham um ótimo início de semana na presença de Deus!
Bjbj C.R. ♡

D-s

Johnny – esta noite pedirão sua alma

Já faz um tempinho que li esse livro e por conta do cn acabei esquecendo de fazer a resenha. Pois é, sou muito esquecida e isso me irrita. Mas tudo bem, vou tentar pôr um pouco do que resta da minha reminiscência aqui.

Como sempre falo aqui no blog, na minha cidade é muito difícil de comprar bons livros, tanto pelo preço quanto pela falta de opção nas livrarias, e com esse não foi diferente. Andei pela cidade toda em busca dele e até pensei em comprar pela internet, mas pra minha sorte, consegui encontrar em uma livraria evangélica, a Deus vivo. Até agora não sei se fiquei mais surpresa por ter encontrado, ou pelo preço. Ele me custou apenas dezesseis reais. Pasmem! Eu fiquei tão contente que li tudo em um dia, tudo bem que ele não é tão grande assim, mas não costumo fazer isso.
Enfim, com o livro em mãos e o coração a mil comecei a desvendar o mistério do jovem Johnny…

Nos primeiros capítulos ou “dias” não consegui desviar os olhos nem mesmo para descansar, a história me envolveu e me fez querer saber mais e mais.
Johnny, um jovem com uma vida conturbada e parada tempo por conta dos traumas que teve na infância, põe toda sua esperança de mudar de vida numa entrevista de emprego, mal ele sabia que daquele dia em diante nada mais seria igual.
Ele começou a vivenciar diversas situações que o levou a questionar todas as suas certezas; será que Deus existe, que o diabo existe, o que eu estou vendo é real, e por que isso está acontecendo comigo?
Ao contrário do que eu imaginei, essas perguntas não são respondidas pelo Johnny, mas sim por quem se dispõe em conhecer a sua história.

“O que aconteceria se soubesse o dia da sua morte? O que faria antes de morrer? Você se arrependeria de coisas que fez? De coisas que não fez? Pediria perdão? Perdoaria? Buscaria a Deus? Permaneceria incrédulo? Acreditaria no céu e no inferno?
Essas, talvez, sejam algumas das perguntas que uma pessoa desenganado pelos médicos se faria, mas o caso de Johnny era mais cruel.
Leia esta eletrizante história e descubra por quê.”

Eu super indico esse livro e não só para quem é evangélico, mas para todo aquele que gosta de livros que te fazem refletir, com suspense, e o melhor de tudo, com muitas emoções!
C.R.

Eu fui · Vida de Normalista

Bienal do livro

Na última sexta-feira, dia 30 de agosto -sim, eu estou um pouquinho atrasada- fui para Bienal do Livro pela primeira vez com o colégio, que aliás tem me proporcionado diversos passeios nesse mês. No início confesso não ter ficado muito animada com o convite, já que o aniversário da minha mãe cairia na mesma data. Mas ela me convenceu a ir e eu logo me animei. E como não me animar?! Tenho uma certa paixão por livros desde muito pequena – morro de amores- e em minha cidade -cidadezinha- não tem muitas livrarias, tampouco livros de baixo custo. Ir para Bienal seria meio que meu sonho de consumo realizado. E assim foi…

Apesar da viagem ter sido cansativa – enfrentamos um trânsito daqueles-, e eu ter andado muito para conseguir comprar os livros que queria, valeu muitoo a pena o esforço. Acho que os meus olhos nunca brilharam tanto! C.R.